Netlix | Filmes de Janeiro/17

Cada um se organiza como pode, né? Estou "começando" o ano mesmo só agora, em Fevereiro, então peço desculpas e a colaboração de vocês para aguentar a surra de conteúdo acumulados que vai chover pelo Mulher Melhore!😀
Pra começar, se liga que vem meus últimos filmes vistos na Netflix. Será que você já viu algum desses também? Vamos descobrir.😎
1. | Uma noite de crime: Anarquia - 2014
Resultado de imagem para filme noite de anarquia
O governo dos Estados Unidos sanciona uma lei em que os assassinatos são permitidos durante uma noite, para que os cidadãos liberem seus instintos violentos. Cinco desconhecidos se unem para tentar sobreviver a essa verdadeira noite de terror. 
Esse filme é muito Black Mirror! Imagine um mundo onde a justiça funciona perfeitamente e nenhum assassinato acontece, mas em compensação, para aliviar raiva/necessidade/prazer da sociedade, o governo permite que uma vez no ano, todos os assassinados são permitidos durante uma noite. É um salve-se quem puder! Então, numa dessas noites, 5 estranhos se encontram, por motivos diferentes, tentando sobreviver a essa noite macabra, literalmente. Eu não costumo ver filmes assim, do gênero terror/ação, mas esse é mais assustador pois nos faz pensar: o que faríamos se tivéssemos uma noite para matar quem pudesse? Teríamos coragem? Viu?! Eu disse que era tão Black Mirror.





 2. | Ilha do medo - 2010














Na década de 50, a fuga de uma assassina leva o detetive Teddy Daniels e seu parceiro a investigarem o seu desaparecimento de um quarto trancado em um hospital psiquiátrico. Lá, uma rebelião se inicia e o agente terá que enfrentar seus próprios medos.
Ilha do medo realmente dá medo!. Sorry pelo trocadilho tosco, mas pense num filme que deixa a gente confusa da mente, é esse! Nem a beleza desses dois musos, Léo Di Caprio e Mark Hulk Ruffalo💗 e capaz de desviar a nossa atenção pra essa estória que começa muito bem e depois fica loca. Adoro filmes assim, que desafiam a nossa mente num jogo psicológico, sabe? O diretor é muito safo pois utiliza muito bem da edição, o "roteiro reverso", sem falar nessa fotografia linda! Já tinha lido o livro, de Dennis Lehane, então não foi a mesma vibe, mas pra quem verá pela primeira vez... PRESTENÇÃO! 😁

3. | Um verão pra toda vida - 2007
Resultado de imagem para filme um verão para toda a vida
Durante muitos anos, quatro órfãos adolescentes que vivem em um convento no deserto australiano viram seus companheiros mais jovens serem adotados, e eles já tinham perdido suas esperanças de serem adotados. Mas isso muda de figura quando a madre superiora lhes envia para passar as férias de verão na praia, onde eles conhecem Teresa e Fearless, duas pessoas perfeitas para serem pais adotivos.

Primeiramente, vale a pena ver esse só por causa dessa locação maravilhosa: Austrália! Segundo: Harry Potter de shortinho na puberdade é a coisa mais fofa 😂😍 Mas então, 4 meninos, irmãos por opção, passam juntos o verão mais importante de suas vidas, onde seus futuros serão determinados dali em diante.
No meio daquela traquinagem de criança, tem o anseio por carinho de quem nunca teve família, a descoberta do primeiro amor e o valor da verdadeira amizade. É bem legal! 

 

4. | Lovelace - 2013
Resultado de imagem para filme lovelace 
Em 1972, Linda Boreman adotou o codinome artístico e se tornou a primeira grande estrela da indústria pornográfica ao protagonizar o hoje cultuado Garganta Profunda. Anos depois, ela iria abandonar a carreira, dizendo ter sido induzida a se prostituir pelo ex-marido e diretor de filmes pornôs, Chuck Traynor.
 Adam e Amanda contracenando juntos 😍 Mas sim, esse é um filme sobre Linda Lovelace, a verdadeira Linda, que ficou famosa pelo os talentos no filme Garganta Profunda. O filme mostra desde o inicio, quando Linda é uma garota, fazendo topless no quintal da casas dos pais, que são em rígidos, até que ela se envolve com o futuro marido, que lhe apresenta a indústria pornográfica. Inicialmente, você pensa que tudo seguiu um fluxo bastante tranquilo, uma coisa foi puxando a outra e, "sem querer", ela se deu muito bem. Mas é ai que o algumas cenas são liberadas e vemos que Linda foi uma vítima de um clássico relacionamento abusivo, no qual ela não tinha nenhum controle, quiçá, vontade própria, para o qual muita gente fechava os olhos, inclusive ela mesma. Sabe o pior? Casos como esse ainda são tão atuais😔. É muito bom ver o outro lado da história, ver que o feminismo salva sim (em relação a mãe dela, que preferiu ignorar os maus tratos ao invés de acolher uma mulher separada ema casa).
 

Me contem, gostaram? Deixa recomendações de outros filmes nos comentários e não esquece de ver as listas anteriores 😘




Nenhum comentário:

Postar um comentário